Desafio

No âmbito da medida ‘Documentos sempre à mão’ do programa de simplificação administrativa e legislativa do Estado – SIMPLEX+ -, a Agência para a Modernização Administrativa, IP (AMA) necessitava de um parceiro tecnológico com competências em tecnologias Open Source, capaz de apoiá-la no desenvolvimento de uma aplicação online para armazenamento, gestão e partilha de documentos digitais, destinada a cidadãos, empresas e entidades públicas.

Uma aplicação segura, simples e intuitiva, capaz de facilitar a relação dos cidadãos e agentes económicos com a Administração Pública.

Solução proposta

A Gfi, ciente do desafio e conhecedora das soluções existentes no mercado, propôs o desenvolvimento de um software aplicacional em tecnologia Liferay, uma das principais plataformas Open Source para criação de experiências digitais.

Silver Service Partner da Liferay em Portugal, a Gfi desenvolveu uma solução integrada no Portal de Cidadão, para reposição e gestão de documentos e pastas digitais. Como características distintivas, a Gfi implementou um módulo de autenticação por Cartão de Cidadão, Chave Móvel Digital ou Certificado Profissional, garantindo a total segurança dos dados e a apresentação de diferentes níveis de acesso; um sistema de pedido de certificações; e um mecanismo de envio de alertas sobre o estado e a validade dos documentos.

A solução foi desenvolvida utilizando Apache Tomcat com base de dados MySQL e JQuery.

Fatores de diferenciação da marca Gfi

A vasta experiência da Gfi na definição de uma estratégia digital e no desenvolvimento de soluções web, altamente customizadas à realidade e necessidades dos clientes, foi um dos fatores que contribuiu para o sucesso deste projeto.

Detendo uma equipa experiente e certificada em tecnologia Liferay, a Gfi apresentou uma proposta de valor acrescentado à AMA, acelerando o ciclo de desenvolvimento e disponibilização da solução a todos os cidadãos e agentes económicos.   

Principais benefícios

  • Conforto, rapidez e segurança na obtenção e partilha de documentos certificados;
  • Desmaterialização de processos complexos, como por exemplo a instanciação de contratos públicos, com a submissão dos documentos legais associados, como as declarações de poderes administrativos, o Código de Certidão Permanente do Registo Comercial, a Certidão de Não Dívida, entre outros;
  • Notificações ao cidadão, empresa ou entidade pública sobre o estado e a validade dos documentos;
  • Geração de documentos certificados que comprovam a origem dos dados (pessoais ou profissionais);
  • Autenticação segura, permitindo a identificação clara e concisa dos papéis em que cada utilizador acedeu a documentos (cidadão, colaborador de entidade pública ou privada, profissional). 

Palavras-ChaveSmart cityAMAAdministracao Publica

Partilhar